Home | Adultos | Trombose venosa profunda

Trombose venosa profunda

Tamanho da fonte: Decrease font Enlarge font
image

publicidade

A trombose venosa profunda (TVP), geralmente chamada de flebite, trombose, flebotrombose ou doença tromboembólica, é o crescimento de um trombo (coágulo de sangue) dentro de um vaso de sangue. Este trombo vai provocar uma resposta de defesa do vaso que é a infecção. O trombo pode provocar obstrução parcial ou total, conforme o seu tamanho. Surge em qualquer parte do corpo mas com maior frequência nos membros inferiores.

 Uma pessoa que já sofreu de TVP tem maior probabilidade de ter dor nas pernas, edema (inchaço) e feridas.

Origem

Existem 3 factores relacionados com o aparecimento da TVP:

- Estase venosa – devido a haver uma diminuição da velocidade da circulação do sangue por falta de movimentos do corpo, como por exemplo em pessoas acamadas ou que realizaram cirurgias muito longas e a posição sentada durante muito tempo.

- Lesão no vaso sanguíneo – os vasos sanguíneos são lisos por dentro não constituindo obstáculo à circulação. Uma lesão ou um cateter de soro é suficiente para criar uma barreira ao sangue e iniciar a formação de um trombo.

- Hipercoagulabilidade – o sangue mais espesso coagula mais rápido facilitando a formação de coágulos espontâneos.

Factores de risco

As pessoas que já sofreram de TVP têm maior probabilidade de tornar a ter do que as restantes. Outros factores são as varizes, paralisia, anestesias gerais prolongadas, pílula, gravidez, queimaduras, etc.

Sinais e sintomas

 Em cerca de metade dos casos a pessoa não sente alterações. Os outros referem aumento do calor da pele no local, edema, dor, músculo rijo e as pontas dos dedos ligeiramente cinzenta.

Diagnóstico

 Muitas vezes estes sinais são pouco evidentes ao próprio médico, pelo que em caso de dúvida deve-se recorrer aos exames complementares de diagnóstico próprios como a flebografia, ecodoppler a cores e a ressonância nuclear magnética.

Tratamento

O tratamento tem por fim evitar que surja embolia pulmonar fatal, evitar a nova TVP e minimizar o risco de complicações e sequelas.

O doente fica geralmente internado em repouso total, na posição de trendelemburg a 30º (as pernas mais altas que a cabeça) para facilitar o retorno do sangue (venoso). O repouso evita a mobilização dos trombos para outra parte do corpo, como por exemplo os pulmões, provocando embolia pulmonar.

É prescrito tratamento com anticoagulantes (heparina) administrados numa veia com o objectivo de diminuir o coágulo que está a provocar a TVP e/ou outros coágulos que possam estar a formar-se e evitar novos trombos.

São feitas análises sanguíneas com alguma periodicidade para se avaliar os valores da coagulação do sangue e dessa forma ajustar os valores da heparina.

Se o doente sentir dor pode ser administrado analgésicos e para a infecção anti-inflamatórios.

 A heparina pode ser dada na barriga na zona à volta do umbigo, se a TVP for numa pequena extensão apenas da perna.

 Quando acabar o tratamento com heparina passa a fazer com um anticoagulante em comprimidos, tendo sempre presente os valores das análises sanguíneas antes e após iniciar este tratamento.

 Umas das complicações da heparina são as hemorragias (grande perda de sangue) no estômago, intestinos, nariz, urina e os hematomas (nódoas negras). Se necessário pode ser administrado protamina (medicamento que anula o efeito da heparina). Se a hemorragia for devido ao comprimido de anticoagulante deve parar de tomar e é administrado pela veia plasma fresco ou Kanakion.

Como prevenir

 Nos doentes acamados ou que necessitam de cirurgias muito prolongadas podem ser colocadas meias elásticas e administrar anticoagulantes numa dose muito baixa.

 No dia-a-dia o andar é uma boa forma de prevenção. Não ficar com as pernas na mesma posição, quando sentado ou de pé. Pessoas com insuficiência venosa devem usar meias elásticas.

 

 

Referencias: Enfermagem Médico - Cirúrgica - Conceitos e Prática Clínica Segunda Edição em Português, Tradução da Quarta Edição em Inglês, Vol I, Vol II,
Enciclopédia Familiar da Saúde - Editora: Ediclube,
Diagnóstico e Terapêutica em Medicina Interna - Otto Miller

Última atualização desta página:

Poderá querer ler também sobre
      

publicidade

   

Faça o seu comentário

ana paula on 19/02/2009 13:45:44
avatar
gostaria de saber se TVP pode causar dores intestinais e dores muito fortes no estomago?
Thumbs Up Thumbs Down
0
Admin on 19/02/2009 23:42:08
avatar
A pergunta formulada deveria ser respondida por um médico, o que não é o caso. No entanto, de acordo com o nosso conhecimento e pesquisas a TVP não provoca esta dor uma vez que o local de prevalência são geralmente as pernas.
Thumbs Up Thumbs Down
-1
shirlene on 10/03/2009 00:53:33
avatar
tive TVP ha um ano e ainda tenho sequelas,pequenos vasos dilatados no pe e toda minha perna com edema, estou liberda do medico ha muito tempo porem minha vida ainda nao voltou ao normal pois ainda uso as meiase asvezes o peso da perna é tanto que me impede de trabalhar.Gostaria de saber se alimentaçao tem interferencia no edema?
Thumbs Up Thumbs Down
-1
Admin on 10/03/2009 18:45:26
avatar
Grande percentagem das pessoas que sofreram de trombose venosa profunda devem usar meias elásticas porque têm maior probabilidade de sofrer nova TVP. Quando estiver em repouso deve elevar a perna para facilitar a circulação de retorno diminuindo o edema.
Não há dieta específica para TVP.
Se o edema aumentou depois de ter alta deve ir ao médico.
Thumbs Up Thumbs Down
2
Augustinho Geraldino on 02/06/2009 19:05:01
avatar
Dr. A poucos dias atrás, estva muito frio, coloquei uma meio de futbol e fui trabalhor. Umas 4 horas de pois, a parte de cima do meu pé começou a doer como se tivesse sofrido uma pancada.uma hora depois quse não consegui movimentar o pé com muta dor. Fui para casa e coloquei os pés em agua bastante quente. Fou o alivio.
Minhas pernas doi muito e tenho constante caombra.
Gosdtaria o que poder ser feito.
Thumbs Up Thumbs Down
1
Admin on 02/06/2009 23:27:37
avatar
O Conhecer Saúde não é constituído por médicos.Os artigos são elaborados de acordo com conhecimento pessoal e pesquisa bibliográfica.
Desta forma achamos que deverá ir ao médico para ser observado e fazer análises.
Thumbs Up Thumbs Down
1
André on 03/06/2009 19:47:08
avatar
quanto tempo uma pessoa com trombose venosa deve permanecer em repouso(deitada)?
Thumbs Up Thumbs Down
8
Admin on 09/06/2009 23:41:46
avatar
Depende do local e da própria trombose. O médico é que pode informar em cada caso.
Thumbs Up Thumbs Down
-1
adriana on 13/08/2009 20:59:52
avatar
me ajude, tive trombose em 2002 e em 2007 tive um aborto, agora estou gravida novamente e vou fazer um ultrassonografia na semana que vem o nene nao esta se desenvolvendo o que devo fazer
Thumbs Up Thumbs Down
-5
JUCICLEIDE on 25/08/2009 20:38:26
avatar
Boa tarde,

A três meses tive tvp na panturrilha direita e uma tromboflebite na perna esquerda, voltei a trabalhar a dois meses fico muito tempo sentada e nem sempre consigo ficar com as pernas pra cima. as vezes sinto os meus pés queimar, algumas dores comop se tivesse apertando na minhas panturrilhas e quando fico em pé fazendo alguma coisa afazeres domesticos sinto muito cansaço nos meus pés. é normal são as sequelas da trambose?
Thumbs Up Thumbs Down
0
1 2 3 4 5 6 next 51 1 - 10
  • email Enviar a um amigo
  • print Versão p/ impressão
  • Plain text Texto
  • Plain text Acompanhe o Conhecer Saude no Twitter




Info do(a) Autor(a)
image , concluiu Curso Superior de Enfermagem em 1996 e a Licenciatura em Enfermagem em 2001. Fez em 2003 o Curso Inicial de Formadores e renovou em 2008. Editora do Conhecer Saúde.
Health On the Net Foundation


Publicidade