Home | Adultos | Pielonefrite

Pielonefrite

Tamanho da fonte: Decrease font Enlarge font
image A infecção é geralmente provocada por uma bactéria, e em raros casos por um vírus ou fungo.

publicidade

A pielonefrite é uma infecção do aparelho urinário que atinge um ou ambos os rins. É considerada aguda se for causada por uma bactéria ou crónica se houver uma lesão no rim após várias infecções repetidas.

 

Origem

A infecção é geralmente provocada por uma bactéria, e em raros casos por um vírus ou fungo.

 

Como se desenvolve

A bactéria entra pelos genitais e desloca-se até à bexiga. Se as vias urinárias estiverem a funcionar correctamente, a bactéria não consegue progredir pelos ureteres até aos rins. Isto porque a urina desloca as bactérias dos ureteres até à bexiga e estes fecham-se, na zona de ligação com esta, impedindo o retorno.

 

Se houver alguma obstrução à passagem da urina nos ureteres, como por exemplo um cálculo renal (pedra), aumento da próstata e refluxo de urina da bexiga para o ureter, esta fica aí acumulada criando um meio favorável ao desenvolvimento de bactérias e consequente infecção do rim.

 

Em casos raros, a infecção pode ser proveniente de qualquer parte do corpo e passar para o rim através da corrente sanguínea.

 

Pessoas atingidas

As pessoas mais atingidas são os bebes com menos de um ano devido à contaminação das fezes, pessoas com malformações congénitas (nasceram com elas) do aparelho urinário, mulheres por volta dos 50 anos, idosos homens devido ao aumento da próstata (hiperplasia) e pessoas algaliadas.

 

Existe um grupo de risco que são os diabéticos, grávidas e pessoas com diminuição das defesas.

 

Sinais e sintomas

Podem surgir de forma progressiva ou repentina. 

- Dor intermitente devido à contracção e relaxamento do uréter (cólica renal)

- Dor na zona do rim afectado devido a estar aumentado

- Ardência e dor ao urinar - disúria (em poucos casos está ausente)

- Dificuldade ou sensação urgente para urinar, mesmo de noite (noctúria)

- Urina muitas vezes mas pouco de cada vez (poliquiúria). Pode ter presença de sangue (hematúria)

- Urina concentrada (escura) e fétida

- Sensação de mal-estar e arrepios de frio

- Febre alta e dor ao nível dos rins

- Náuseas e vómitos.

 

Nas crianças os sintomas são suaves dificultando o reconhecimento da situação por parte dos pais.

 

Na pielonefrite crónica a febre pode ser intermitente ou ausente.

 

Diagnóstico

O médico depois de saber os sinais e sintomas, pede um exame à urina (urina II e urocultura) para confirmar a infecção e descobrir qual o agente infeccioso.

 

Se passado dois dias de antibiótico, se ao fim do tratamento ou em pessoas com dores muito intensas na região dos rins pode ser necessário realizar ecografia abdominal, urografia venosa ou TAC. Nestes exames pode ser observado cálculos renais, malformações congénitas e dilatação do rim afectado.

 

Também pode ser pedido análises ao sangue para avaliar o grau de infecção.

 

Sempre que suspeitar de alguma alteração, consulte o seu médico.

 

Prevenção

Há uma redução da probabilidade de pielonefrite através de um aumento da quantidade de ingestão diária de água, tratar cálculos e malformações do aparelho urinário e uma vida saudável.

                                         

Tratamento

A pielonefrite aguda, geralmente cura com antibiótico em comprimidos, prescrito de acordo com a bactéria, vírus ou fungo que a originou.

Nas pessoas de risco, descritas anteriormente, pode haver complicações como septicemia (infecção no sangue), necrose na pelve renal (morte de células da pelve do rim) e insuficiência renal crónica.

 

O antibiótico cura a doença mas não previne novos episódios.

 

Após um mês de ter acabado o tratamento, deve ser repetido o exame à urina para se verificar a eficácia do antibiótico.

 

Se a infecção for provocada por alguma obstrução ou malformação pode também ser necessária intervenção cirúrgica para eliminar a causa.

 

A pielonefrite crónica pode provocar hipertensão arterial de causa renal, síndrome nefrótico e insuficiência renal com necessidade de realizar diálise.

 

 

Referencias: Manual Terapêutica Médica - Editora: Lidel,
Enfermagem Médico - Cirúrgica - Conceitos e Prática Clínica Segunda Edição em Português, Tradução da Quarta Edição em Inglês, Vol I, Vol II

Última atualização desta página:

Poderá querer ler também sobre
      

publicidade

   

Faça o seu comentário

on 07/03/2010 15:09:45
avatar
Excelente materia, esclareceu todas as éminhas dúvidas.
Thumbs Up Thumbs Down
1
Márcia on 27/04/2010 13:54:33
avatar
Já fiquei enternada com pielo nefrite 8 dias, depois de um mês estou sentindo os mesmo sintomas, essa doença pode voltar? qual o tratamento pra ela não voltar mais.. obrigada.
Thumbs Up Thumbs Down
-2
Maria Oliveira on 29/04/2010 23:01:14
avatar
Márcia, a pielonefrite pode aparecer mais do que uma vez. O Conhecer Saúde não faz consultas médicas. Deve consultar o seu médico para fazer exames e ser medicada, se necessário.
Thumbs Up Thumbs Down
0
Carla on 07/05/2010 19:47:22
avatar
Já tive pielonefrite na gravidez ha cerca de um ano. Tive internada 4 dias. Agora estou com dores no rim fortes outra vez mas não tenho mais nenhum sintoma. Da outra vez eram só dores e febre. Sei que não dão consultas, só queria uma opinião. Pode ser outra vez pielonefrite? O tratamento tem de ser sempre com internamento? Obrigado.
Thumbs Up Thumbs Down
1
Maria Oliveira on 14/05/2010 21:36:45
avatar
Carla, é melhor ír ao médico, porque pode ser pielonefrite. Se for diagnosticada no início, o médico pode ponderar ser tratada em casa.
Thumbs Up Thumbs Down
-1
sonia mara on 17/06/2010 00:48:57
avatar
eu ja tive pielonefrite aguda ,mas fazem 35 anos ,posso ter alguma coisa? pois fiz exames de sangue e minha ureia esta aumentada , 73 mg/dl obrigada fico no ahuardo.
Thumbs Up Thumbs Down
0
wirley on 28/06/2010 13:00:12
avatar
acabei o tratamento da pielionefrite semana passada mas continuo sentndo dores, mas diminuiu as dores e nao sinto mais febre! será se eu fiquei curado?
Thumbs Up Thumbs Down
0
Maria Oliveira on 28/06/2010 22:27:40
avatar
Sónia o valor da ureia está aumentada. Deve mostrar ao seu médico para ele lhe dar indicações.
Thumbs Up Thumbs Down
2
Maria Oliveira on 28/06/2010 22:29:28
avatar
Wirley, a pielonefrite demora tempo a curar na totalidade. Se voltar a sentir os sintomas deve procurar o médico.
Thumbs Up Thumbs Down
3
Cláudia Coimbra on 29/06/2010 20:20:30
avatar
Estou neste momento a fazer tratamento a pielonefrite.desconhecia por completo tal infecção.alias quando senti a dor ao pé da costela,pensava que seria uma pneumonia,quando fui consultada é que vim a saber o que era.espero recuperar em breve.
Thumbs Up Thumbs Down
-2
1 2 3 4 next 37 1 - 10
  • email Enviar a um amigo
  • print Versão p/ impressão
  • Plain text Texto
  • Plain text Acompanhe o Conhecer Saude no Twitter




Tags
Info do(a) Autor(a)
image , concluiu Curso Superior de Enfermagem em 1996 e a Licenciatura em Enfermagem em 2001. Fez em 2003 o Curso Inicial de Formadores e renovou em 2008. Editora do Conhecer Saúde.
Health On the Net Foundation


Publicidade